fbpx

Em busca do amor verdadeiro

Você já ouviu falar que para ser feliz, não felizinho, feliz de verdade, você precisa encontrar o AMOR VERDADEIRO? Um amor arrebatador, vindo de um ser exemplar, perfeito, amoroso, sem defeitos, cuidadoso, que te dá tudo o que sempre sonhou? Sim este amor existe, mas vou te mostrar que não precisa de nenhum destes por menores, pois ele está mais perto do que você imagina, está ao alcance das suas mãos, do ar que respira, dos seus pensamentos. Bora viajar no incrível mundo do EU SOU O AMOR QUE EU BUSCO?

Pergunta

Para começarmos te pergunto:

Você sabe o que é o amor?

Você deve estar em um diálogo interno do tipo, claro né, todo mundo sabe o que é o amor. Será?

Se alguém lhe perguntar o que é alimento, com certeza você saberá exatamente o que responder. Alimento é tudo aquilo que eu como para manter meu corpo vivo, para me dar energia, para manter ou não minha saúde. Muitas coisas na vida são alimentos, concorda? E o amor, o que tem a ver com alimento? O amor se você não sabe, é o alimento da nossa alma, mas que nos dias de hoje está deixando muita gente por aí com fome. E se sua alma não recebe este alimento, você nunca saberá que gosto realmente tem.

Desde que você nasceu, seu corpo vem recebendo alimento, por isso permanece vivo, mas a sua alma, se não recebe tal alimento poderá de fato estar morta, ou ainda nem ter nascido ou por longos anos permanecer em seu leito de morte.

Neste momento eu não consigo lhe dizer o que é amor, pois ele não tem definição. Ele é uma daquelas coisas que você sabe o que é mas não são palpáveis, como Deus e o ar que eu e você respiramos. Só posso lhe dizer que ele sim pode ser vivenciado.

Convite

Para que possa vivenciar como eu vivencio todos os dias da minha vida ao longo dos últimos 14 anos, te convido a passar por dois passos cruciais neste processo. Sim é um processo, pois tem começo, meio e fim.

O Primeiro Passo:

É o que aprendi em minhas leituras de OSHO e Prem Baba:

Livrar-se dos seus pais

Calma, não precisa parar a leitura agora, fechar o computador ou dizer, que palhaçada é esta. Fica comigo e veja como é mais simples do que parece.

Quando eu digo livrar-se dos seus pais é para você se livrar definitivamente das crenças negativas, dos comportamentos inaceitáveis, das vozes deles que rondam sua mente durante todos estes anos. Eu e você sabemos que atitudes negativas que seus pais tiveram com você lhe causam uma tristeza gigantesca. Sabemos também que episódios da nossa infância em que nos sentimos sós, desprotegidos, humilhados, ressentidos são de fato dolorosos, mas não dá mais para culpá-los por isso. Eles só queriam nosso bem, eles fizeram o melhor que podiam com os recursos que possuíam naquele momento. E como desejar que eles tivessem sido diferentes se eles também só receberam de seus avós exatamente a mesma coisa.

Mas você sim, pode e deve mudar esta história, ou vai querer ser daqui pra frente ser um mero reprodutor de comportamentos ríspidos e inaceitáveis com os filhos que tem ou que virá a ter algum dia? Topa subir uma oitava na sua evolução?

Exercício

Para isso lhe proponho um exercício simples, mas muito poderoso que eu vou chamar de “Entrando em cena”.

Tenha muita cautela e atenção ao seus pensamentos. Em determinada situação da sua vida prática, perceba quando sua mãe entra em cena, sim, quando você começa a agir exatamente como ela faria. Para exemplificar melhor vamos pegar uma cena onde você e seu par estão sentados almoçando em um restaurante e na calçada passa uma moça muito bonita. Neste momento seu “PAR” refere-se a ela com palavras doces sobre sua aparência. Então me conta aí: Como você agiu, o que falou a ele, o que fez em relação a isso? E sua mãe, como agia com seu pai a este respeito?

STOP!!! Quebre este ciclo.

Neste exato momento tenha uma atitude contrária ao que ela faria. Algo que nem em seus mais audaciosos sonhos poderia imaginar sua mãezinha fazendo aquilo. Qual elemento você colocou na cena? O que aconteceu? Como você está se sentindo? O que você fará de diferente da próxima vez?

Parabéns, você acaba de quebrar um ciclo que jamais lhe permitiria acessar o amor verdadeiro.

Você seria somente um instrumento de repetição de uma história sendo vivida a séculos por seus antepassados.

Seja autêntico, deixe brotar do âmago do seu ser a sua novidade, quem verdadeiramente você é, deseja e pode ser, e assim, somente assim o amor começara a fluir suavemente.

Podcast

Na semana passada gravei um podcast sobre O portal da Mãe, que está ligado diretamente com o exercício, convido todos a ouvirem e praticarem o desafio:

MedaCast #008 – RELACIONAMENTOS – Abrindo o portal da Mãe e do Pai

O Segundo Passo:

Não acredite que o amor está em quem é perfeito

Tudo balela. Quantos homens e mulheres eu conheço e você também talvez conheça, que possuem muito sucesso nas suas carreiras profissionais, mas que com o amor são um fiasco, que não percebem que os anos estão passando e o “SER” perfeito jamais aparece?

Vou te mostrar através de uma metáfora, que as peças jamais se encaixarão se continuar a pensar assim.

Ouvi falar de um homem que continuou solteiro porque estava em busca da mulher perfeita.

Quando estava com 70 anos alguém lhe perguntou, “O senhor já viajou tanto, foi de Nova York a Katmandu, de Katmandu para Roma, de Roma para Londres, sempre nesta busca. Não conseguiu encontrar a mulher perfeita?”

O velho com muita tristeza respondeu: “Sim, uma vez encontrei. A muito tempo atrás, conheci a mulher perfeita.”

O outro indagou: “Então o que aconteceu? Por que não se casaram?”

Pesaroso, o velho respondeu: “Advinhe. Ela estava em busca do homem perfeito!”

Não acredite em tudo o que colocaram na sua mente. Você não precisa encontrar alguém perfeito, pois quando “achar” que isso aconteceu, perceberá que as suas e as necessidades dele serão diferentes e precisarão ser atendidas.

O amor por si só, é algo extremamente natural que flui. Não tem nada a ver com onde você ou o outro estão, como estão se comportando, o que fazem ou deixam de fazer, em que vocês acreditam ou quem vocês são. Na verdade uma pessoa amorosa simplesmente ama, assim como uma pessoa viva respira, come, bebe e dorme.

Você não vê ninguém por aí dizendo que ao menos que o ar esteja de fato limpo irá respirar, ou que só irá comer frango se tiver a certeza que não receberam hormônio, ou que nunca mais na vida comerá uma maçã bem vermelhinha até que tenha a certeza da ausência dos agrotóxicos.

Recado

Portanto, uma pessoa amorosa simplesmente ama, pois o amor por si só é uma função natural. Não espere a perfeição, pois do contrário você morrerá de fome sem nem ao menos experimentar o gostinho do amor.

 

Um beijo, fique com Deus e até o próximo artigo.

25 de setembro de 2016

8 Comentários em "Em busca do amor verdadeiro"

  1. Maravilhoso seu artigo minha linda. Fiz o exercício e na verdade a forma como minha mãe agiria com meu pai é a forma que ajo porque é assim que acredito, pelo menos na cena que você citou. Minha mãe nunca faria um escândalo eu menos ainda rsrsrs porque sempre gostei da liberdade de cada em exercer suas opiniões, falar que outra pessoa é bonita enfim, sempre fui assim mesmo porque acho importante essa abertura. Sinto que o amor deve ter asas sempre deixando o outro livre para simplesmente Ser o que ele nasceu pra ser. Nunca fui entendida antes nesse meu modo de pensar e agir, e sempre achei que as pessoas precisam ser completas em si e somar num relacionamento. Se uma pessoa entra num relacionamento pensando em se completar pra mim ele já está fadado ao desgaste, porque precisamos ser completos só assim o amor do outro reflete em nós o que de fato somos. Por isso quando eu e Vinícius nos encontramos nos reconhecemos um ao outro porque os dois pensavam assim e já eram completos em si, com isso somamos muito um com o outro! Gratidão por compartilhar minha linda!

  2. Aquela indicação maravilhosa da querida Kety!

    Sabe a leitura certa no momento certo?!
    Amei!!

    Como sempre, arrasando nas palavras Josi! 🙂

    Um beijo!

  3. Muito bommmm! O amor é bom…É momento que não deveria ter fim.
    Obrigada por compartilhar e me fazer refletir sobre o tema.

  4. Como acabei de fala para você Josi linda, este artigo é profundo, é memorável, e é sua cara falar de Amor tipo#2, kkk
    Gratidão por compartilhar conosco uma experiência linda de Vida! Um beijo de Luz em seu ❤.

  5. Que lindo, Josi! Muita sensibilidade e sinceridade. Amei! Parabéns!!!

  6. Mãeee, que texto lindo! É incrível como algumas definições aparecem em nossa vida antes mesmo de vivenciarmos plenamente os sentimentos que dão origem à elas. Quando você nos questiona se realmente temos uma própria definição estamos dando mais um passo de autoconhecimento. Gratidão por compartilhar esses ensinamentos.

  7. Ohhhhhh, top, texto ótimo e abre espaço para profundas reflexões!!!

    Parabéns Josi.

  8. Josi…minha linda estamos juntos…tipo 2…kkkk
    Amei sua publicação…nunca tinha parado p pensar que agia na mesma forma q meus pais…
    Partiu exercício…nota 1000…bjosss

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2019 Meda Academy Training - Todos os direitos reservados.