fbpx

Qual é o seu Legado? – Parte 1

Bom dia, Boa tarde, Boa noite. O tema de hoje é sobre LEGADO! Você sabe o que é Legado? Já tem um conceito próprio de Legado? Legado tem a ver com herança de família? Sabe se já herdou um Legado da sua família? Você já parou para pensar qual é o seu Legado?

Para algumas pessoas a palavra se resume em “herança”, “crenças” ou então “história”. Neste artigo pretendo decifrar o porquê desta palavra ser tão significativa para mim e como ela será tão importante para você também, eu garanto que será uma experiência única, então prepare os cintos pois a sua mais nova JORNADA de reflexão sobre o tema começa agora..

Conceito

O significado da palavra Legado é daqueles que em todas as línguas trás consigo uma carga de respeito, reflexão e até desconhecimento. Apesar de ser comum em muitos livros, geralmente passa despercebida por muitas pessoas, pelo simples fato de não ser disseminada nas culturas locais ou exigir tempo para PENSAR a respeito, lembrando que é normal do cérebro humano economizar energia, ainda mais quando o pensamento é de algo abstrato, quando não é um “problema” a ser solucionado no momento (para entender melhor sobre conceito de “problema” e “preocupação” recomendo o artigo sobre Ansiedade do Marco Meda aqui no blog da Meda Academy).

Então muitas vezes é um tema “importante” mas não para o momento, e com isso as pessoas vão deixando de lado, até que um dia..

FIM..

Você MORRE sem ter tido tempo de refletir mais sobre o legado que gostaria de ter deixado. Você pode se contentar com isso ou pode decidir dar o PRIMEIRO PASSO começando aqui..

Convite

Ao topar mergulhar comigo neste assunto, você estará começando a primeira fase da sua jornada sobre a SUA própria definição de LEGADO, e eu estarei aqui do seu lado durante estes primeiros passos, ele pode demorar 10 minutos, 10 dias ou 10 anos. O artigo será atemporal assim como o tema, você pode refletir durante ou logo após concluí-lo, o importante é se dedicar alguns minutos da sua existência para PENSAR somente sobre isso.

Você já deve ter percebido que o assunto não é tão simples, é o tema do meu livro que lançarei ano que vem e resumi-lo em um artigo não foi uma tarefa tão fácil, por isso resolvi dividi-lo em 2 partes.

A primeira começa agora, vamos lá?

Parte 1

Formato Iscas intelectuais

O autor, palestrante e podcaster Luciano Pires utiliza o termo “Iscas Intelectuais” para fazer as pessoas refletirem. O objetivo dele é fazer as perguntas precisas para que todos saiam da sua zona de conforto e pensem sobre assuntos que muitas vezes deixamos para depois ou acabam passando despercebidos. A minha intenção aqui é a mesma, soltar dezenas de questionamentos para te fazer filosofar sobre o tema Legado, e tenho certeza que pelo menos uma delas será a FAÍSCA que faltava para você complementar o seu próprio conceito.

Você pode deixar um legado?

Independente do nível de contribuição que deixarmos para a humanidade – como grandes nomes da história fizeram – todos podemos fazer a diferença neste mundo, em menor ou maior escala, para a nossa família ou para nossa comunidade, para nosso mundo ou para o universo. Concorda que tudo que vivemos hoje foi decorrência de algo que aconteceu no passado? (Aqui fica um ponto positivo para a Física Quântica, ciência que busca explicar isso), então é fato que todos os que já se foram podem ter feito ou deixado algo para nós, eles nos deixaram uma herança.

Qual herança foi deixada para você?

Quando viemos ao mundo, herdamos somente o DNA dos nossos antepassados ou muito mais? Talvez seus costumes, suas histórias, suas crenças, seus bens, suas dívidas ou até mesmo os seus sonhos. Parte das nossas crenças estão nos nossos genes, O Dr. Deepak Chopra cita isto com muita propriedade científica no livro “Supergenes”. O que somos hoje é carga genética de CRENÇAS dos nossos antepassados. Um trauma que seu pai e avô tiveram na infância e que gerou uma crença no inconsciente neles, pode ter sido herdada para você e hoje está aí no seu inconsciente.

Já se deu conta de que podemos ter herdado coisas boas, coisas ruins, e que podemos ser a melhor versão deles? Pare por um instante e pense, você é exatamente igual aos seus pais e avós, ou você já chegou no nível de aprender a extrair o melhor de cada um deles?

Você vê os seus antepassados como seus maiores mentores?

No decorrer da vida precisamos de certos mentores, independente da idade mas sim na fase em que estamos, pode ser durante uma mudança de cidade ou ao montar um negócio. A visão de um mentor é de uma pessoa que já passou pela mesma experiência que iremos passar e que pode ajudar com dicas e insights (uma ótima definição é que o aprendizado através de um insight ou sacada gera uma economia de tempo, ao receber um insight eu economizo o tempo que teria ao viver aquilo que outra pessoa já viveu). Este mentor pode ser conhecido ou não, pode ser próximo ou não, se eu admiro uma pessoa e desejo atingir o mesmo sucesso que ela atingiu, posso estudar e modelar a mentalidade e comportamento dele em mim, aprender com ele.

Já parou para pensar que o seu maior mentor pode estar dentro do seu círculo familiar?

Você conhece a história da sua família?

É muito comum perguntarmos ao nossos pais de onde viemos, ou de onde eles vieram, mas e a história da origem da nossa família, será que já tivemos interesse em perguntar? Mas não é a história recente, até os avós (2 níveis acima), quero dizer toda a história que constituiu e envolveu a nossa família materna e paterna, até chegar a nós (nível mais distante). Claro que na maioria das vezes a nossa origem é muito complexa, distante, equivocada ou foi perdida com o tempo, são raras exceções as pessoas que tem o histórico da sua linhagem preservada – uma curiosidade é a história do Silvio Santos, no livro de sua biografia ele conta a história de seus antepassados que vem da época da Bíblia pois ele é descendente do Rei Davi. Pesquisar e entender as nossas origens pode ser um ótimo caminho para o autoconhecimento.

Você já investigou a fundo a história da sua família, até os mínimos detalhes? O que pode aprender com ela?

Se você não existisse que falta faria?

felicidade não se compra

No filme “Felicidade não se Compra” de 1946 – fica a recomendação desta obra-prima o – protagonista tem a chance de ver como seria o mundo se ele não existisse, a proposta foi para que ele entendesse que ele fez a diferença não só na vida da sua família mas também da sua cidade e de todas as pessoas que ele conheceu. Isso te lembra outra teoria ou filme chamado “Efeito Borboleta”? Nele também existe o fato de ver tudo que acontece no mundo quando alguém simplesmente existe, ou a decorrência das ações que acontecem no mundo quando uma pessoa faz algo.

Você já foi o herói de alguém? Já fez a diferença na vida de alguém que se não fosse exclusivamente por você a vida dela teria outro rumo?

Qual é a tua obra?

O filósofo Mario Sergio Cortella lançou um livro com esse título onde a pergunta chave é:

“Quando você se for, o que vai ficar?”

Ele mergulha profundamente nos conceitos de como não tornar a vida pequena, banal, medíocre, entra também no mundo da liderança e da ética onde estimula o leitor a pensar se ele está fazendo o possível ou o melhor na sua vida. Uma frase muito interessante e que ele decifra é:

“A vida é muito curta para ser pequena – Benjamin Disraeli”.

E você já pensou se quer uma vida pequena?

Vamos fazer uma PAUSA?

O objetivo desta primeira parte foi despertar em você a importância do tema e em que estado você está. Na segunda parte irei abordar mais sobre algumas maneiras de você se perpetuar e o meu conceito pessoal de Legado.
Agora, que tal tirar alguns minutos para processar tudo que possa ter vindo à sua mente até agora após as iscas intelectuais? Ou melhor, caso queira confirmar se realmente tudo fez sentido, deixo a sugestão de ler novamente esta primeira parte. Garanto que a cada leitura você verá com outros olhos e isso irá amplificar seu aprendizado.

Desafio

Antes de me despedir dessa primeira parte, deixo um desafio para você realizar até o lançamento da segunda parte, ou caso leia depois, até se sentir preparado.

O desafio é você escolher a pessoa da sua FAMÍLIA que você MAIS ADMIRA, talvez pais, avós, tios ou parentes distantes, que está entre nós ou já se foi, e se dedicar a PESQUISAR mais sobre ela. No seu tempo e na sua maneira, você vai investigar a história e o legado que ela deixou ou irá deixar, conversando diretamente com ela ou com as pessoas mais próximas. O objetivo é você se modelar nela já que ela te inspira, combinado? Mãos à obra!

E aí, como foi essa primeira parte do primeiro passo rumo à definição do seu próprio conceito de Legado? Compartilhe aqui comigo nos comentários qualquer aprendizado ou dúvida que tenha tido.

A parte 2 deste artigo pode ser encontrada aqui.

Gratidão pela sua dedicação ao ler este artigo e fazer parte do MEU Legado. Nos vemos no próximo artigo. Até breve.

17 Comentários em "Qual é o seu Legado? - Parte 1"

  1. Mais um artigo de qualidade, e mais uma vez meus parabéns rs.

  2. Olá Gabriel, quero deixar um elogio pode também? Eu A-DO-REI o seu artigo, muito bem embasado, traz informação, provoca e desafia de uma maneira sutil e ao mesmo tempo estimulante. Achei a escolha do tema pertinente e o conteúdo relevante, quero saber mais sobre ele e receber muito mais “iscas”…rs.

  3. Fala Gabriel!
    Cara incrível sei artigo! Ansioso para a segunda parte.
    Gabriel, sempre me pergunto isso, qual legado vou deixar para minhas filhas? Qual legado deixarei para a empresa que trabalho? Minha equipe? Meus amigos…
    Obrigado por compartilhar! E me lembrar destas perguntas que fazem sentido e me norteiam!
    Parabéns amigo!!!!

    • Incrível seu comentário Fernando, só de você ter parado para pensar sobre essas perguntas já te faz uma pessoa que se importa com a sua existência, e pelo pouco que te conheço, já está deixando um LEGADO incrível para a sua família, amigos e no trabalho. Gratidão pelas palavras.

  4. Memorável seu artigo Gabriel, nos faz refletir realmente, gratidão tenho eu pela oportunidade de ler este texto incrível, parabéns

  5. É simplesmente maravilhoso ver como você de uma formar singela e agradável nos apresenta seu texto, e mais nos coloca a pensar de fato qual o nosso Legado, de qual maneira a história de nossa família pode Ecoar na eternidade!!! Não é segredo que sou sua Admiradora, você faz o que ama, faz com o coração, sua caminhada apenas esta começando. Gratidão eterna por você fazer parte da minha Vida!

    • Só consegui expressar meus pensamentos em texto com a ajuda de algumas pessoas, e você sabe que é uma delas. A admiração e fé é recíproca, e sim, a nossa caminhada está só começando. Gratidão compartilhada por você fazer parte da minha vida!

  6. Amigo? Eu já lhe disse que este é o seu tema! Você lê, fala, explica e escreve mega profundo sobre cultura, propósito e legado! A sua preocupação com o que o ser humano vai deixar no mundo… a sua preocupação relacionada a missão de vida para tornar verdadeira uma jornada de trabalho… enfim, você se preocupa com o ser humano. Uma profundeza genuína! Demais amigo… esperando a segunda parte!!!

    • Por acaso você se lembra da primeira pergunta que me fez no primeiro curso que eu estava? Me perguntou no que eu era bom, e eu respondi que era me importar com as pessoas. De alguma forma através dos cursos você e a Josi me fizeram entender uma maneira de expressar melhor aquele sentimento e habilidade, hoje é em forma de artigo, mas também está sendo expressada através da minha vida, nos relacionamentos, nos trabalhos, em tudo. Gratidão eterna por me acolher na sua família e permitir toda essa transformação!

  7. Sua isca funcionou Gabriel (pelo menos comigo). Achei interessante a ótica familiar que você trouxe, nunca tinha refletindo nesse sentido.

    Me dei conta da importância de criar um legado ano passado, aí ler o livro “As 21 irrefutáveis leis da liderança” – John Maxwell.

  8. Parabéns Gabriel. Adorei o artigo, totalmente embasado e profundo. Sempre me questiono sobre esse tema…estarei esperando a parte 2. Um grande abraço amigo!!

  9. Obrigado Gabs por compartilhar, veio num momento precioso na minha vida e me fez refletir e ao pensar percebi que ja estava dentro de mim e fluiu muito rápido, mas ainda tenho coisas a despertar e você contribuiu muito, você é um menino precioso (menino uma forma carinhosa de expressar)

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2019 Meda Academy Training - Todos os direitos reservados.