fbpx

Os Ciclos do Amor – Parte 1

As Etapas Naturais da Vida e do Amor

Para que eu possa lhe contar de uma forma simples e clara quais são as etapas naturais da sua vida, e do amor que você pode e merece ter, preciso fazer um pedido. Na verdade um apelo. Mais ainda, uma súplica: A CRIANÇA PRECISA DO SEU AMOR, NÃO DA SUA AJUDA.

Desde que uma criança chega a este mundo, os adultos que possuem domínio sobre elas acabam fazendo por elas exatamente tudo, o que deveria ficar a cargo dela. Você pode estar se perguntando e se eu estivesse no seu lugar também me perguntaria, como isso acontece?

Quando a criança nasce, ele tem necessidades básicas, seja de se alimentar, de ter carinho, de proteção, de conhecimento. Todas estas coisas de uma forma ou outra acontecerão naturalmente, mas, os pais ou qualquer que seja o adulto que com ela convivem, não entendem isso e de uma forma desvairada começam a realizar, realizar e realizar coisas sem parar.

Estas crianças ao movimentar a cabeça de uma maneira peculiar, acabam recebendo o peito ou a mamadeira. Se ela dá uma resmungadinha recebe colo. Ao olhar os adultos com olhos de gato de botas recebe feedback positivo. Ao se arrastar pela casa ela não encontra nada, pois tudo foi guardado para que ela não se machucasse. E a curiosidade praticamente não existe, pois recebem informações e mais informações o tempo todo.

Todas estas maneiras de ajudar uma criança estão erradas, pois o potencial natural dela é desconhecido e como tal não existe uma fórmula de fazer isso com assertividade e assim tirar o melhor que ela possui.

Você acredita que pode realizar com clareza algo no qual o objetivo é desconhecido?

Ajudar ou não?

Sabe porque você ajuda e é ajudado por todo mundo? Porque a palavra é serena e bonitinha, e assim sendo, ninguém faz nenhuma objeção com relação a isso. Também sei que eu e você recebemos ajudas dos nossos pais ou de quem nos criou e já planejamos fazer o mesmo pelos nossos descendentes.

É neste momento que precisamos quebrar este ciclo, pois da mesma forma que eu e você não atingimos nosso potencial, os seus filhos também estarão fadados a não atingir o deles.

COMO QUEBRAR O CICLO?

Parando de ajudar. Sim. É isto mesmo.

– Mas meu filho que é bem pequeno? Como eu faço?

– Tenho um irmãozinho pequeno? Como devo agir com ele?

– Meu sobrinho depende muito de mim. Como faço?

Não faça, deixe que eles escolham, peçam e façam. Tenha total certeza de que eles sim, farão o que deve ser feito. E você o que pode fazer é ser amoroso, atencioso, sincero, caloroso e muito amigo.

Vamos pensar em uma situação da vida prática onde sua criança tem algum desafio. Você poderá ter duas atitudes distintas:

Primeiro olhar para o desafio e mostrar para seu filho COMO ele deverá solucioná-lo, ou você poderá senta-se com ele e entender o que de fato está acontecendo. Olhar nos olhos dele e dar atenção plena ao que ele está passando, pensando e sentindo. Faça muitas perguntas a ele. O faça refletir, pois tudo o que ele precisa está dentro dele. Mesmo que ele tenha pouca idade, as perguntas feitas de forma simples também trarão resultados muito positivos. As

crianças, assim como nós adultos, muitas vezes potencializam alguns acontecimentos, e isso acontece porque não existe uma percepção clara do fato e sim uma emoção alterada por ele. Portanto, a abertura de percepção é essencial.

E se o Perigo for muito Grande?

Tenha certeza que se você souber que ao longo da caminhada de desenvolvimento do seu filho existe um BURACO, e que isso o fará correr algum risco de cair dentro dele, atitudes serão tomadas por você. Me conta aí:

O que você faria? Muitas coisas né? Diversas possibilidades de proteção se abrem na sua frente neste momento. Você se transforma na super mãe ou no super pai, para que nada de ruim aconteça a ele.

O que ninguém te conta, é que os riscos disso de fato acontecer são muito pequenos, pois variáveis podem ocorrer no trajeto. Quando você toma consciência da existência deste buraco, seu filho é apenas um bebê, que sozinho jamais conseguiria chegar nem perto do tal perigo. Mas você como protetor, projeta-se junto a ele no futuro e cria diversas possibilidades, o que o assusta ainda mais. Coisas horríveis poderão acontecer, não é?

Não? Não só de coisas ruins o mundo vive.

O que de incrível poderia acontecer, e que com sua interferência ele jamais teria contato é:

  • Um despertar para a situação de perigo poderia existir e ele poderia se proteger da melhor maneira possível.
  • Alguém poderia ao longo destes anos ter tapado o buraco antes que ele chegasse lá.
  • Poderia ter um colchão de espuma no seu fundo dele.
  • Quem sabe um buraquinho bem rasinho e não um buracão.
  • Ou ainda uma piscina com águas claras e limpas.

Com tudo isso, você pode me perguntar:

E agora, estou pronto para iniciar minha Jornada no Amor?

Se você se perguntou isso, digo que sim, mas terá que ficar para o próximo artigo, a parte 2 e continuação deste assunto, onde explicarei o seu papel e os ciclos de desenvolvimento.

Beijos, Fique com Deus e até o próximo.

Josi Meda

3 de novembro de 2016

2 Comentários em "Os Ciclos do Amor - Parte 1"

  1. APARECIDO DONIZETI DO NASCIMENTO8 de novembro de 2016 disse 15:43:Responder

    Sim, aprendamos a aprender, sempre com sensibilidade de uma criança.
    assim nascemos, e assim terminaremos….uma criança frágil e dependente…
    deixemos essa semente do futuro acontecer e doemos todo o amor a eles…..

  2. Perfeito Josi, é ter sempre a consciência de que o outro precisa evoluir, e que prazer quando isso acontece, grata

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2019 Meda Academy Training - Todos os direitos reservados.